A Minha Bota

Para onde ir?
Que caminho traçar?
Que rumo seguir?

Para objetivo que deveria ser almejado, dividimos por segmentos e as idéias começaram a vir. Enquanto estávamos em um Brainstorm, foi fácil perceber o quanto nossas mentes estavam longe naquele instante, imaginando onde poderiamos estar naquele momento… Foi aí que alguém deu a idéia de pé… Pois nos levam para todos os lugares, nos sustenta o dia todo. Logo mais, bota! Sim. Um acessório que protege nos pés descalçados, nós protege contra o frio, enfim, que nos leva para um rumo incerto, mas sempre rumo a liberdade. Caminhando se vai sendo feliz…
Seguir em frente para evoluir: É preciso desapegar para poder andar por todos os caminhos

“Tua natureza divina não foi feita para ser aprisionada à sombra do sofrimento, fora do alcance de Deus, e sim para expandir, crescer, para assim, reencontrar sua real função”.
Dalai Lama

Passear pela terra. Chegar onde eu chegar, subindo as alturas.

“Sentir tudo de todas as maneiras,
Viver tudo de todos os lados,
Ser a mesma coisa de todos os modos possíveis ao mesmo tempo,
Realizar em si toda a humanidade de todos os momentos
Num só momento difuso, profuso, completo e longínquo”.
Fernando Pessoa

Em um grito sincero, cheio de emoção: Nirvana! Eu o encontrei.

Anúncios

Um comentário sobre “A Minha Bota

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s